Certamente vender como afiliado tem concedido renda extra para muitas pessoas, e claramente as relações de compra e vendas acabaram mudando muito a partir da própria popularização da internet.

De fato, em virtude disso, acabaram surgindo algumas preocupações para aqueles que atuam no mercado digital, e esse é o caso do reembolso.

Saiba que neste primeiro momento é possível ainda adquirir praticamente qualquer espécie de serviço ou produto, tudo sem sair de casa, sendo que isso acaba fazendo com que as lojas virtuais conhecidas como e-commerces acabassem finalmente se multiplicando.

Saiba ainda, que se por um lado este tipo de mudança nos hábitos de consumo acaba trazendo muita felicidade e gerando ainda milhares de novos empreendimentos digitais.

Porém, por outro lado acaba exigindo muita atenção dos donos de e-commerce principalmente em relação a fraudes e demais golpes muito comuns no ambiente online.

No post de hoje falaremos um pouco mais sobre algo que você deve evitar ao vender como afiliado, e entenderá ainda quais são os direitos e deveres do consumidor e ainda do empreendedor.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-format="fluid"
     data-ad-layout-key="-5r+bd-3h+4x+lf"
     data-ad-client="ca-pub-4685478266909402"
     data-ad-slot="5181053577"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Ao vender como afiliado tome cuidado com o Reembolso

Saiba que vender como afiliado pode fazer com que o termo reembolso se torne cada vez mais popular, sendo que ele diz respeito ao cancelamento de uma compra que foi realizada em uma loja digital com o uso completo do cartão de crédito ou débito.

Na realidade, há duas situações em que o reembolso acaba ocorrendo:

  • Quando o titular do cartão não reconhece de forma alguma a compra, sendo que isso é um forte indício de roubo ou até mesmo fraude;
  • Quando a transação de fato não cumpre as normas que foram estabelecidas no contrato, termos de adesão ou mesmo política da empresa administradora;
  • Quando a entrega do produto não cumpre com o que foi ofertado na hora da compra.
  • Quando o valor do checkout é diferente do valor que está sendo ofertado na página de vendas.

Veja bem, na prática depois que certa venda é realizada então o empreendedor acaba de certa forma descobrindo que a administradora do cartão acabou considerando a mesma como inválida.

Ou até mesmo o vendedor acaba recebendo um pedido de reembolso, alguns dias após ter realizado uma venda bem sucedida.

Dessa forma, o que acaba acontecendo é que o valor em questão acaba por ser estornado ou até mesmo não é nem mesmo lançado no seu saldo de afiliado!

E quem é que acaba arcando com o reembolso?

Veja bem, ao vender todos os dias, a responsabilidade pelo risco da transação online acaba recaindo sobre as plataformas de afiliados, sendo pode cair no produtor digital ou até mesmo diretamente no afiliado.

Podemos pensar que um determinado cliente possa ter realizado uma compra de um produto pelo prazo de 6 meses, e que tudo tenha corrido bem.

E agora neste presente momento tenha entrado com os dados e então percebe que o endereço da entrega na verdade é bem diferente do informado na primeira transação.

Digamos que neste exemplo hipotético que é muito comum, cabe então à plataforma de afiliados aceitar ou não esta transação de fato.

O cliente apenas pode ter mudado o endereço, no entanto, ainda pode ter tido seu cartão clonado ou mesmo furtado.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- Display Horizontal -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-4685478266909402"
     data-ad-slot="8745921734"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Geralmente o responsável pela empresa então acaba por autorizar a compra, mesmo os dados estando com discrepância, ele faz isso porque não quer perder uma boa venda. Certamente o problema dentro deste tipo de situação é que apenas alguns dias depois o empreendedor realmente descobre se essa compra foi efetivada ou não, sendo que na verdade pode ter sido um caso de reembolso.

Em casos mais comuns, sabemos que a maior parte dos reembolsos que temos ao vender como afiliado são os solicitados pelos próprios compradores, por diversos motivos.

Entenda como evitar o reembolso ao vender como afiliado

O fato é que mesmo as plataformas de afiliados não fazendo a divulgação de dados sobre o percentual e ainda os valores do próprio reembolso por recusa da própria administradora de cartões, é realmente possível estimar que esse número em questão seja de fato muito alto.

Se você ao vender como afiliado ou tendo um negócio qualquer online, não quer fazer parte dessas estatísticas, saiba que algumas medidas realmente podem ser tomadas:

Disponibilize aos seus clientes outros modelos de pagamentos

A solução mais plausível ao ter a recusa de pagamento é ofertar formas alternativas para o pagamento.

É comum hoje em dia chegarmos ao checkout de uma loja online ou de uma plataforma de afiliados, e no depararmos com diversas modalidades de pagamentos.

Isso acaba facilitando o processo de compra, tendo em vista a diversificação de publico consumidor.

Veja abaixo os principais modelos de pagamentos que você deve ter habilitado em seu checkout:

1 – Boleto Bancário

Apesar de parecer meio arcaico, saiba que o uso do boleto bancário certamente configura como uma forma de garantir segurança na transação, tanto para o cliente quanto para a empresa.

Lembre-se ainda, que este boleto simplesmente pode ser pago fisicamente ou ainda pela internet, facilitando totalmente esta operação.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block; text-align:center;"
     data-ad-layout="in-article"
     data-ad-format="fluid"
     data-ad-client="ca-pub-4685478266909402"
     data-ad-slot="8504658869"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Saiba ainda que esta opção ainda acaba abrindo a possibilidade para que as pessoas que não possuam ou mesmo tenham restrições totalmente relacionadas ao cartão de crédito possam adquirir finalmente seus serviços ou produtos.

É preciso sempre destacar que o empreendedor acaba correndo o risco de não receber visto que o cliente poderá desistir ou até mesmo esquecer de pagar esse boleto em questão.

2 – PIX

O PIX é a nova maneira parar realizar pagamentos em poucos cliques, seu recebimento é instantâneo, o que significa que seu cliente também vai ter acesso ao produto em poucos segundos após o pagamento.

Com o Pix, pagamentos e transferências podem ser concluídos em poucos segundos, podendo ser feitos a qualquer hora e data, inclusive nos finais de semana. Com isso, o Pix facilita e agiliza a transferência de valor entre as pessoas, o pagamento de contas e até a cobrança de impostos e taxas de serviço, entre outras possibilidades.

Entendeu agora por que você deve ter o PIX ativado em seu checkout?

3 – Pagamento com Múltiplos Cartões

Para alguns clientes pode ser mais difícil pagar o valor cheio de determinado produto com um só cartão de credito.

Pois muitos desses clientes acabam utilizando o cartão de crédito como uma forma extra de pagamento no contexto mensal.

Também é comum encontrar clientes que não possuem um limite total disponível em um só cartão para comprar determinado produto. Isso é super comum e devemos aprender a contornar esse tipo de situação sem perder a venda.

Algumas plataformas de afiliados possuem o pagamento com múltiplos cartões, ou seja, seu cliente consegue finalizar a compra, utilizando mais que um único cartão de crédito.

<script async src=”https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js”></script> <ins class=”adsbygoogle” style=”display:block” data-ad-format=”fluid” data-ad-layout-key=”-5r+bd-3h+4x+lf” data-ad-client=”ca-pub-4685478266909402″ data-ad-slot=”5181053577″></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>

Como evitar o reembolso por arrependimento?

Certamente o arrependimento acaba sendo algo inteiramente previsto na legislação, sendo que se você quer vender como afiliado precisa entender que este é um direito do consumidor, logo não há o que fazer dentro do prazo.

Dessa forma, para poder evitar este tipo de problema, então o recomendável é que foque inteiramente na qualidade do que está vendendo para que estes clientes não se arrependam do que compraram! 

Observe abaixo:

Promessa diferente da entrega

Em casos muito comuns de se ver por aí, encontramos em anúncios e páginas de vendas promessas fortes, geralmente envolvendo ganhos monetários altos, perda de peso e por aí vai.

Até ai tudo bem, pois o apelo precisa existir para transformar a dor em desejo e o interesse em compra.

Parando para refletir mais sobre isso, me surgiu em belo exemplo que não pude deixar de comentar aqui.

Em meados de 2018, quando fui abordado pelo primeiro anúncio envolvendo ganhos relacionados ao marketing digital, confesso que fiquei descrente.

Pois o dito anúncio prometia uma “Maquina Automática de Vendas Online” e até aonde sabemos isso é algo difícil de acontecer da noite para o dia.

Ao vender como afiliado, devemos aprender a escolher os melhores produtos, pois as chances de recebermos pedidos de reembolso são bem menores.

Ainda falando sobre promessa, imagine que em determinado momento você está buscando por um curso que ensine a criar anúncios online, baseado em estratégias.

Então, movido pela dor (necessidade de aprender) e pelo desejo (produto que soluciona sua dor), você realiza o pagamento.

Ao receber o acesso, se depara com um conteúdo que não condiz com o que foi ofertado na página de vendas.

Então você fica frustrado e se sente enganado e com razão, já que o que você buscava foi diferente do que recebeu.

Sua única solução viável é solicitar reembolso junto a plataforma de afiliados.

Entendeu agora o por que devemos escolher bons produtos para vender como afiliado, e como isso afeta diretamente nosso negócio online?!

Tags: | | |

Sobre o Autor

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.